sábado, 6 de dezembro de 2008

É colorado, colorado!





Ser torcedor de futebol é algo que não se explica. O que se passa em nossas cabeças dar importância a um jogo onde 20 babacas ficam correndo atrás de uma bola e 2 ficam saracoteando frente a um retângulo com trave de cada lado que suporta uma rede?...coisa idiota!
cada time tem seu escudo, sua bandeira, que é olhado como um ícone divino.

Por ele pessoas morrem de susto, de estress, de tristeza e alegria.

Ser torcedor de futebol não se explica...mas todos somos, e cada um de nós entende seu time como o mais glorioso, o mais injustiçado, o mais guerreiro, entre outras coisas.

Cá no extremo sul vivemos uma dualidade histórica, não existe espaço para terceira alternativa, ou se é oito ou oitenta, chimangos ou maragatos, ou grêmio ou colorado.

E só vale ser colorado se for anti-gremista e vice versa.

Eu sou colorada e extremista, exagerada, estressada, que chora, que sofre, que grita, que perde o sono por causa dos babacas vestidos de vermelho cujo figura símbolo, não precisa mais que uma perna para barbarizar (Saci).

Passei uma vida inteira esperando pacientemente (nem tanto) vivenciar um momento de glória, ver meu time ser campeão de qualquer coisa, qualquer torneio que fosse além fronteira do Brasil.

E . O Inter foi campeão da América (Libertadores) e ver o céu passar de azul pra vermelho quase fez meu coração parar. E tiramos da boca dos gremistas a antiga flauta de que eramos internacional só no nome. Veio o campeonato mundial, com selinho de qualidade novinho, da FIFA...mas teríamos de passar por 2 jogos, um deles pelo quase imbativel Barcelona da Espanha, do gremista Ronaldinho gaúcho.

Não é que passamos?...e eu andei pelas ruas de minha cidade chorando de taanta felicidade como eu não imaginava ser possível.

Depois acostumei, veio a recopa que deu ao inter a Tríplice Coroa...afff!! cadê lugar pra tanta estrela?...e veio a Copa Dubai...torneiozonho bobo, segundo alguns, que rendeu ao Inter muitos $$$$$$$$$$$$. E agora? além do gauchão...mais uma estrelinha com a Copa Sul Americana, que aos olhos de outros times é apenas uma conquista de segunda divisão. Segunda divisão internacional?? demais!! quero todas!! se vale estrelinha quero mais!

Ser colorada me faz mais feliz do que namorar Brad Pitt, mais rica do que Bill Gate.

Ser colorada me fez ser campeã de tudo! pode ser que isso não pague minhas contas, mas me deixa em estado de graça.

É Colorado, Colorado! ú ú!

É Colorado, Colorado! ú ú!



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...